Logo One2030

FUNASA ACREDITA NO PODER DA INFORMAÇÃO E REFORÇA INTERESSE EM PROJETOS COMO O ONE2030

Escrito por: EBVB

Funasa ONE2030Com uma visão ousada de futuro, a Fundação Nacional da Saúde (FUNASA), órgão do Ministério da Saúde do Brasil, por meio de valores como ética e equidade, espera se tornar até 2030 uma instituição de referência nacional e internacional nas ações de saneamento e saúde ambiental, contribuindo com as metas de universalização do saneamento no país, além de promover a saúde pública e a inclusão social. 

Entretanto, para José Antônio da Motta Ribeiro, assessor da presidência da FUNASA, a cargo de Rodrigo Dias, também é papel da instituição discutir temas fortes, que obriguem a sociedade a superar crises e encontrar soluções que apontem, principalmente, para COMO chegaremos em 2030.

A FUNASA integra o Sistema Único de Saúde (SUS), instituído pela Constituição Federal de 1988 com base nos moldes do Serviço Nacional de Saúde inglês (NHS) e com o forte objetivo de garantir acesso integral, universal e igualitário à população brasileira.

O Brasil, no entanto, é um pais de proporções continentais e há 20 anos vem lutando para sair de uma crise econômica sem precedentes, o que torna cada vez mais difícil atingir propostas como a da FUNASA de levar para a população universalização do saneamento e, acima de tudo, proteção à saúde, apoiando os pequenos municípios a se organizarem nesta questão.

Várias são as mazelas mundiais oriundas da escassez hídrica e da falta de saneamento básico. Em 2014, a OMS já dizia que para cada dólar investido neste setor, cerca de 4 dólares seriam economizados em saúde. Portanto, Água, Saneamento, Saúde e Bem-Estar caminham totalmente interligados.

Em setembro de 2017, o Projeto ONE2030, patrocinado pela FUNASA desde o início, abordou a ODS 6 – Água Potável e Saneamento, durante sua Segunda Jornada. Não por acaso, a Terceira Jornada destaca a área da saúde, trazendo para o centro das discussões o ODS 3 – Saúde e Bem-Estar.

Questões como acesso e proteção à saúde tem papel de relevância na FUNASA, que detém a mais antiga e contínua experiência em ações de saneamento no país, atuando a partir de critérios epidemiológicos, socioeconômicos e ambientais, voltados para a promoção e proteção da saúde.

A utilização de água potável é vista pela instituição como o fornecimento de alimento seguro à população. Água de boa qualidade para o consumo humano e seu fornecimento contínuo, bem como melhorias sanitárias domiciliares, estão diretamente relacionadas com a redução de inúmeras doenças.

Segundo Motta Ribeiro, em 2015, o nível de cobertura de pessoas com acesso à água nas grandes cidades do Brasil foi de 94%, contra 33% na área rural.

“Apesar de haver grande evolução destas condições, nos últimos 25 anos, o que os dados mostram é a necessidade de focar nas desigualdades como único caminho para alcançar um progresso sustentável. Politicas públicas, como propõe esta mesa redonda, e investimentos em tecnologia são fundamentais para que possamos enfrentar esta situação”, afirmou o assessor.

Investir em conhecimento, informação, discussão e educação, como o ONE2030, é um orgulho para a FUNASA”, concluiu Motta Ribeiro, parabenizando o Projeto ONE2030, que concluiu suas atividades de 2017.

O Projeto segue com força e vigor para permanecer ativo em 2018. O ONE2030 espera poder contar com o apoio do poder público nos anos vindouros, para continuar levando a cabo o objetivo de apresentar discussões inovadoras e cases universais para a solução e o cumprimento das metas traçadas pela ONU, por meio dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.